quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O que tem a nova lei "alienação parental" a ver com os ensinamentos de Cristo?

"A alienação parental é a rejeição do genitor (que "ficou de fora") pelos seus próprios filhos, fenômeno este provocado normalmente pelo guardião que detêm a exclusividade da guarda sobre eles.

Esta guarda única permite ao genitor que detêm a guarda com excluvidade, a capacidade de monopolizar o controle sobre a pessoa do filho, como um ditador..."

Jesus Cristo disse: "O Pai e Eu somos um, quem me vê vê o Pai." Ou seja, ele nos mostrou o nosso Pai verdadeiro, no qual devemos nos espelhar. Este Pai não demite ninguém, não deixa ninguém morrer de fome, não usa armas, não prende ninguém, não permite que seus fihos disputem os bens que pertencem a todos, mesmo sendo o maior lava os pés dos filhos, não condena ninguém, não exerce pressão psicológica, é rico e livre.

            Acontece que esse Pai nos foi tirado e em seu lugar foi colocado um outro Pai que se passa pelo verdadeiro. Esse falso Pai tenta nos convencer a todo custo de que ele é o verdadeiro e que a vida é assim mesmo: injusta, uma pirâmide, o mundo nunca vai mudar, devemos nos adaptar à situação, as guerras sempre existiram e vão continuar, a violência sempre vai existir. Se o mundo está mau, se os filhos passam fome, se há prostituição, se os mais fracos sofrem mais, se há guerras, ... não é culpa dele, mas de alguém superior a ele que deixa as coisas serem assim. E ele não deixa de ter razão. Nós toleramos esse falso Pai, ele nos prende ao mundo dele, onde a posse, o dinheiro e a hierarquia, garantem o status quo e não permite que vejamos o Pai verdadeiro.

           Mas os dias da alienação parental estão contados. Quanto mais os filhos estão sob a guarda do falso Pai, tanto mais eles desconfiam dele, pois a falsidade dos seus ensinamentos se torna cada vez mais evidente. O descaso com os que ele chama de filhos é de arrepiar.

         O filho que desconfia dele, começa a investigar as suas ações e olhar para os frutos que ele produz, afasta-se dele e encontra o seu pai verdadeiro. E quando os mais revoltados com esse falso pai, de fato encontrarem o pai verdadeiro, eles vão livrar os irmãos das garras deste impostor.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante o seu post, eu não morar mais no comentário, porque embora eu possa ler tudo o que é difícil para eu me expressar. Um abraço sincero.

    ResponderExcluir
  3. Alceu, desculpe a demora em responder.
    Quanto ao post, esse pai falso, é o deus deste século.
    Fica dificil soltar as amarras, pois as pessoas amam mais o mundo do que Deus.

    Grande abraço

    Luciano Zamboni

    ResponderExcluir
  4. Graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou seguindo.
    Ficaria muito feliz em me seguir lá.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. A família é uma instituição criada por Deus, porém está se dissolvendo à medida que o tempo vai passando. A bíblia nos ensina que os filhos é a coroa de seus pais.
    Fique na paz do Senhor.

    Quero aproveitar e lhe convidar para ler “É Primavera” no meu http://jefhcardoso.blogspot.com Será um prazer lhe receber.

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

    ResponderExcluir
  6. Oi amado a paz!!!Será um prazer receber seu exemplar...vou ler com muito carinho...é só me falar do que vc precisa para me enviar,deixe um recadinho lá no blog...abraços
    ♥Deus abençoe♥

    ResponderExcluir